top of page
Blog.png
  • Foto do escritorKAREN BRITTO

Varizes e Gestação: Vamos conversar!



Então estamos de volta para o nosso bate papo aqui no site!

Hoje, vamos aprofundar o assunto que iniciamos no Instagram: varizes durante a gestação. Iremos explorar mais detalhes, esclarecer dúvidas e compartilhar dicas valiosas.


Mas afinal de contas, toda mulher que engravida terá varizes durante ou após a gestação? Não necessariamente


Aproximadamente 40% das gestantes desenvolverá algum tipo de doença venosa crônica (as famosas varizes) durante a gestação – ou, pelo menos, varizes que causam sintomas, geram queixas. Alguns fatores podem aumentar a chance de surgimento de varizes durante a gestação: histórico prévio de varizes, histórico familiar de varizes, obesidade, idade avançada e gravidez múltipla.

Durante a gestação, precisamos ter um maior volume de chegada de sangue para o bebê, então nesse período os vasos necessitam ficar mais volumosos e ir aceitando esse volume de sangue. Hormônios e algumas substâncias atuam na parede e na estrutura destes vasos, levando à  dilatação da parede. Após esse período, o vaso pode retornar ou não ao tamanho anterior.


É importante entender que toda varize é uma veia que se dilatou e sua válvula não funciona mais como deveria. Não estou falando de entupimento, trombose ou coisas semelhantes - É como se a gente tivesse uma caixa d’água e o cano que leva àgua pra essa caixa d’água estivesse com a válvula quebrada – o que faz a água ficar escorrendo – no caso da veia, tendo o que chamamos de refluxo. O vídeo a segui ilustra bem este processo:







A dilatação das veias na gestação


Devido à dilatação dessas veias, que podem não retornar ao tamanho normal, essas válvulas podem se tornar insuficientes, gerando varizes. Essas varizes podem se formar lá do ladinho do útero, que chamamos de periuterinas (ou varizes pélvicas). Vale lembrar que gestação não é o único motivo para o surgimento de varizes pélvicas,  mas pode ser uma das causas.


Outro fator  é a  própria compressão do útero gravídico na pelve, que pode aumentar  a pressão nas pernas, ajudando os vasos a dilatar.  Às vezes, esses vasos não retornam  ao tamanho normal, gerando varizes.


 

“Ok dra, engravidei, ainda não tive meu bebe e já estou cheia de varizes, o que fazer?”

Nesse momento, vamos esperar! Isso não significa esperar para sempre, significa esperar até você ter seu bebe e passar os meses da amamentação.


“Mas e se eu fiquei cheia de varizes, já tive meu bebê, já amamentei, você me explicou como isso se formou e agora elas estão aqui, o que vamos fazer?”


Iremos tratar suas varizes com um tratamento individualizado e estruturado para cada paciente. Mas como definir esse tratamento? O primeiro passo é sempre uma primeira consulta em que ouvimos todas as queixas e incômodos – desde queixas que parecem coisas simples até queixas que perturbam mais a qualidade de vida, seja visual ou de sintomas. Acrescido a isso, um ultrassom doppler venoso das pernas – geralmente sou eu mesma que faço das minhas pacientes, porque ao realizar nas pernas, no posicionamento adequado, eu já consigo ter uma ideia se há veias com refluxo lá da pelve para as pernas – isso já nos ajuda a ter um norte.


 

A partir de então, unindo a história da sua gestação, as queixas anteriores e atuais, os sinais (ou seja, o que você e eu enxergamos nas suas pernas) e o exame de ultrassom nós já conseguimos definir a maior parte dos casos. E casos mais complexos podem exigir exames adicionais  para trazer mais detalhes.


 

A maioria dos casos será branda,  apresentando principalmente vasinhos – então a grande maioria será tratada apenas em consultório, por exemplo, com associação de  aplicações e laser transdérmico.


 

Então, se você teve uma gestação e ficou com  os vasinhos de brinde,  venha me visitar pra tomarmos um café e entendermos  melhor o seu caso.  Não vamos esperar essas varizes aumentarem e ser mais difícil o tratamento após! E se você conhece alguma mulher que passou por isso, mande esse texto pra ela, talvez ela só esteja precisando de um apoio pra iniciar sua jornada de autocuidado.


Te espero para o próximo!

11 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page